ba.abra

Os mais de 5 mil pontos de bares e restaurantes de Salvador já começam a preparar seus estoques a fim de melhor atender os visitantes para as festas de comemoração por Santa Dulce dos Pobres, cujo ápice será o encontro do dia 20 de outubro, na Arena Fonte Nova.

O mais relevante, no entanto, é a consolidação do turismo religioso na cidade, pois Salvador será a única do Brasil a ter uma santa reconhecida pelo Vaticano, ampliando a presença de fiéis durante todo o ano.

O presidente do Conselho Administrativo da Abrasel na Bahia, Daniel Alves, antevê o fortalecimento do setor, especialmente no bairro de Roma e adjacências, onde fica a sede das Obras Sociais Irmã Dulce.

– Ali, está prevista a maior concentração de peregrinos, e esperamos um maior movimento, embora a força da presença de uma santa deva espalhar-se por toda a cidade – acredita Alves.

Para ele, o turismo religioso vai tornar-se perene, então a atração de devotos tende a crescer e, com isso, a abertura e o fortalecimento de pontos de venda, com a consequente geração de emprego na ‘Cidade Santa’, como Salvador pode ser chamada.

Pesquisa – A Abrasel vai contratar uma pesquisa a fim de obter com maior precisão os dados relacionados ao comércio de alimentos e bebidas em Salvador, mas já se pode dimensionar de antemão uma capacidade de geração de mão de obra parelha a da construção civil.

Para Alves, o perfil do setor é pulverizado, ou seja, milhares de pontos capazes de gerar emprego e renda, com alto benefício social, pela própria natureza do serviço, indispensável para a sobrevivência das pessoas, pois tratam-se de alimentos e bebidas.

Fonte: A Tarde

Comentários